Francisco Rio

Residentes 3a edição

1991. Trans. nb. branco. Distrito Federal. Viajante. sua formação é nas tradições orais, com as mestras e mestres de vida, dos terreiros e das estradas. Nessa travessia, se aproximou de diversos brinquedos tradicionais do Brasil e do Distrito Federal, que fazem parte de suas principais escolas. O samba pisado, o cavalo marinho e maracatu rural, o frevo, as rodas. Foi nas tradições orais que percebeu a importância política do encantamento. Essa história de enxergar o mundo através da brincadeira como uma tecnologia de ponta antiga. Um relicário de fúria inventiva da própria história. Atualmente se interessa nos cruzos entre dança e performance, educação, audiovisual, transgeneridade e dissidência, raça e branquitude, história e contação de história, quintais, terreiros e brincadeira. Co-diretor do curta-metragem Buracão (2013) – vencedor do prêmio de Melhor Filme (júri) do CineBaru – Mostra Sagarana de Cinema.